AMÉRICAS ESTADOS UNIDOS NOVA YORK TOP 10

O que fazer em Nova York: 10 programas apaixonantes

o que fazer em nova york

Já te contamos quanto custa viajar pra Nova York, onde comer
e onde tirar boas fotos. Também temos as dicas práticas de como ir, como se locomover, e tal… Agora vamos organizar a programação linda
pra curtir a cidade que nunca dorme?

O QUE FAZER EM NOVA YORK:

1) TOP OF THE ROCK (capa)

Ver a cidade do alto é uma das coisas que considero imperdíveis. Como praticamente todos tem que pagar e não é bartinho, entre o Empire State, o World Trade Center e o Tof of The Rock, ficaria com o último. De lá, tem-se uma visão de 360° da cidade, com vista para os dois lados. De um o Empire State e do outro o Central Park, que corta a cidade com toda aquela belezura. Ouvi dizer que o pôr do sol é de arrepiar, mas visitei pela manhã. Não se esqueça de comprar os ingressos antecipadamente no site oficial, pois só entra com dia e hora marcados (eu dei esse vacilo de não comprar antes e dei com a cara na porta, ainda bem que consegui pra outro dia).

top of the rock nyc

Como o Top of The Rock faz parte do Rockfeller Center, antes ou depois de subir vale a pena dar uma passeadinha em baixo do prédio, onde há lojas, cafeterias e a patinação no gelo. No inverno, é aqui que fica aquela famosa árvore de natal. Quem gosta do cinema vai reconhecer o lugar na hora, pois remete a muitos filmes!

2) CENTRAL PARK

Como não amar?

Eu sabia que ele era grande, mas fiquei muita surpresa ao descobrir que é enorme! É literalmente uma floresta dentro da cidade, onde as pessoas diminuem o ritmo frenético de NYC e dão uma relaxada. Quando faz sol a galera vai de biquíni dar uma lagartixada, juro. De tanto ver filmes e programas de tv que se passam no Central Park, eu que tinha a impressão de que já éramos amigos de outros carnavais.

o que fazer em nova york central park

Não deixe de seguir o Instagram @stheontheroad para ver todas as fotos da
minha viagem à Nova York 
ou  procurar pela Tag #sthe NYC 

3) ASSISTIR A UM JOGO ESPORTIVO

Se você procura uma experiência autêntica e divertida, é uma ótima opção. Programa total new yorker experience! O valor que os americanos dão ao esporte fica claríssimo nas partidas. É um show de animação, organização e talento. Sempre quis ver aquelas líderes de torcida e comer hot dog em estádio e o Madison Square é um luxo. Nós fomos na temporada de basquete e mesmo sem acompanhar muito esse esporte, achei o jogo o máximo (como comprar ingressos aqui). Os jogos são a noite, então dá pra fazer outra programação de dia e emendar. Ah, se você preferir, em Nova York tem beisebol e imagino que seja bem interessante assistir aos Yankees!

LEIA MAIS:Jogo de Basquete em Nova York: como é incrível e como comprar ingressos

4) BROOKLYN VIBES

Atravessei a ponte duas vezes, uma a pé sentido Brooklyn e de dia. A outra de bike sentido Manhattan e a noite. Amei as duas, mas não posso negar que eu achei sensação de pedalar vendo as luzes da cidade indescritível. Fiquei com aquele sorrisinho maroto no rosto me achando nova iorquina! 😉

A melhor coisa é separar um dia todo dedicado a Brooklyn e Williansburg, de preferência fim de semana.

Da ponte dá pra ver a Estátua da Liberdade, os prédios de Manhattan e a Manhattan Bridge. Uma vez do outro lado, você tem DUMBO, ManhattanBrooklyn Bridge juntinhas no maior visual e uma luz linda de viver no skyline!

5) DE BICICLETA DO BROOKLYN A WILLIANSBURG (ou o contrário)

Andar de bicicleta faz parte da vida por lá e NY é recheada de ciclovias (use o Google Maps, que tem rotas de bike). Saindo da ponte, você praticamente já está em Dumbo. O Dumbo em si tem pouca coisa pra fazer, o ideal é ir até lá pra fazer a famosa foto na esquina das ruas Washington e Waters, depois caminhar até a Brooklyn Heights Promenade, que é um calçadão elevado do ladinho do Brooklyn Bridge Park e proporciona uma vista incrível.

Tem Citi Bike em Nova York, aquele sistema de bicicletas compartilhadas que você encontra em todas as grandes cidades e uma estação bem no Brooklyn Heights Promenade, onde alugamos. Gostamos tanto de pedalar que fomos até Williansburg, passando por diversos bairros (uns 40 min). Esse trajeto foi a Nova York mais autêntica que presenciamos!

o que fazre no brooklyn

Como alugar bicicleta em Nova York:

1) Pegue uma bicicleta em uma das centenas de estações em Manhattan, Brooklyn, Queens e New Jersey. Veja a disponibilidade no aplicativo para celular
2) Siga as instruções do totem. Realize o pagamento e retire o papel com o código da bicicleta. O Day Pass de 24h custa $12 e o de 3 dias custa $24.
3) Vá até a bicicleta e digite o código.
4) Quando a luz verde acender você pode retirá-la e sair pedalando.
5) O tempo máximo é 30 minutos, mas é só devolver e retirar outra.
6) O procedimento é igual para alugar as próximas bike, volte até o totem, clica em alugar uma bike, coloque o mesmo cartão que você utilizou e ele libera outra código (sem cobrar de novo).

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO
↓↓↓↓
HOTEL PELO MELHOR PREÇO
MENOR PREÇO EM SEGURO VIAGEM
CHIP INTERNACIONAL ENTREGUE EM CASA

6) SE APAIXONAR POR WILLIAMSBURG

Amei Williamsburg. Tanto que, voltando a NY me hospedaria lá sem pestanejar!

Por ali a pegada é andar, andar e andar. Tem um tanto de loja de discos, brechós e gente estilosa. É um bairro moderno, com aquela pegada hipster. É ótimo pra um café ou muitas cervejas, ou os dois. Se você não animou alugar uma bike desde DUMBO, alugue em Williamsburg e circule pelo bairro. Se puder, vá num sábado pra aproveitar a Smorgasburg, a feira gastronômica mais descolada da cidade.

williamsburg nova york

6) SE PERDER PELO SOHO, LITTLE ITALY E CHINATOWN

Soho  é um dos lugares mais descolados e queridos dos nova iorquinos. Era uma bairro de operários que foi revitalizado e virou point de high society (mesma coisa que aconteceu com Willismburg e o Meatpacking). É o lado mais jovem de Manhattan e ótimo pra quem curte moda e agito noturno. Acostume-se com calçadas e lojas lotadíssimas. Os restaurantes, bares, padarias e lanchonetes são muitos, é super difícil de escolher. Também tem várias fast fashion tipo H&M. O que eu achei mais interessante é que o bairro tem fachadas muito bonitas e é curioso ver os edifícios antigos revitalizados ocupados por lojas de grife de alto padrão.

De lá vale uma passada por Little Italy, que é um bairro pequeno, mas fofo e cheio irresistíveis cantinas italianas, outra em Chinatown pra comprar lembrancinhas baratas de NY.

7) MEATPACKING DAY

o que fazer em nova york

Como falei sobre o Soho, já faz tempo que o MeatPacking deixou de ser região de açougues e virou point. O bairro é cheio de restaurantes e baladinhas. Não deixe de passar pra comer no Chelsea Market (contei mais sobre ele aqui). Lá dentro tem uma livraria liiinda, com umas coisinhas muito fofas de Nova York que você não encontra em nenhuma loja de souvenir.  Parada obrigatória também é o Highline Park, um jardim suspenso que fica em cima de uma antiga linha elevada de trem. O High Line de Nova York tem mais de dois quilômetros de extensão e fica a uma altura de 6 metros da rua.

meatpacking nova york

8) SE DIVERTIR EM CONEY ISLAND

Eu tinha um desejo antigo deste parque porque assisti ao filme Uptown Girls (Port: Grande Menina, Pequena Mulher). Coney está totalmente fora do eixo turístico e há quem ache um programa cafona, mas eu A-M-E-I. É um bairro parque de diversões que fica na última parada do metrô nas linhas D, Q, N e F (quase 1h20m de viagem). Os brinquedos são a grande estrela do local, como a montanha russa de madeira, construída em 1927. Eu tenho pavor de montanha russa, acabei indo numa e quase infartei, mas o restante do parque é bem calminho e com ares vintage fofo.  O parque é ENORME e o boardwalk também! Ele funciona entre a páscoa e o Halloween (mais info aqui). É um  programa de dia todo e pra quem gosta de coisas diferentes.

Não tem nada a ver com a agitação de Manhattan, então vá com o espírito preparado. Lá que está a sede do Nathan’s, o hot dog, mais famoso de NY. Nem preciso comentar que comi mais de um, né?

coney island

9) VIVER A NOITE DA CIDADE

Estamos falando da cidade que nunca dorme, né? Mas você vai querer dormir, eu sei que vai. Eu quis, sei como é. Vai chegar cansado no hotel ao fim do dia e querer ficar na cama, depois daquele banho quente. Então vai uma dica de amiga, não deixe de curtir a noite em Nova York!!! Seja qual for o seu gosto: pubs, shows, teatro, jogos esportivos, baladinhas. Saia! Nem que seja uma vez… a cidade é muito diferente a noite e tudo que é novidade no mundo acontece primeiro lá.  A gente aproveitou três noites, uma com o jogo, uma bebendo umas cervejas num pub e a outra numa baladinha. Uma boa é já ir com algum ticket comprado, assim, você não querer perder dinheiro e se obriga a ir, mesmo cansado (fizemos isso com o basquete).

10) VER AS LUZES DA TIMES SQUARE

É uma loucura. Buzinas, muitas sirenes, gente pra todo lado, painéis de LED gigantes, turistas de celular ou câmera na mão e muitas lojas e centros comerciais. Astronautas já comprovaram em fotos: as luzes de Times Square são tão brilhantes que é um dos poucos lugares na Terra que é possível ver lá de cima. Eu que não ia deixar de ver isso de perto…

Não caio nesse papo de que é clichê fazer isso ou aquilo. Se eu nunca fui, é novidade e eu vou sim, até porque eu estava hospedada pertinho da Times e passava por lá muitas vezes.

Nova York é uma cidade enorme, com muitas atrações novas a cada dia. Tenho a impressão de que, mesmo visitando a cidade várias vezes, nunca se conhecerá tudo.

OUTRAS SUGESTÕES

Programinhas tradicionais que eu não fiz, por falta de afinidade com eles, mas estão em quase todos os roteiros tradicionais:

ESTÁTUA DA LIBERDADE: Todos sabemos que é um ícone da cidade, mas particularmente não tive curiosidade de ver de pertinho. Como a estátua fica numa ilha, tem que comprar ingresso e só se chega de barco. Se você quiser muito ver a estátua, mas não está disposto a pagar por isso, a dica é pegar a balsa gratuita Staten Island Ferry. Ela passa perto e dizem que dá ótimo ângulo, mas não faz parada na ilha!

BROADWAY: Você curte musical? Porque eu acho a maior furada fazer qualquer coisa por “obrigação” e por isso não fui. Sugiro que você só vá aos espetáculos se realmente curte esse tipo de programa, porque não é NADA barato e dura umas duas horas.

MUSEUS: Mesmo pensamento que apliquei à Broadway. Parei de visitar museus faz tempo, porque percebi queu realmente não gosto. Se museu for a sua praia, você estará muuuuuito bem servido em NY.

#Dica importante do celular em Nova York

Usar internet no seu celular em Nova York é essencial, principalmente na hora de se locomover. Pra quem anda de metrô, o app NY Subway explica qual linha de metrô pegar e onde descer, tudo certinho. A cidade é enorme e internet deixa de ser conforto para ser item necessário. Clique aqui para saber como sair do Brasil com internet ilimitada e aqui para comprar o chip e receber na sua  casa!

MAIS NOVA YORK:

RESERVAS

LEIA AQUI TODAS AS DICAS DE NOVA YORK


imagens

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO
↓↓↓↓
HOTEL PELO MELHOR PREÇO
ALUGUE SEU CARRO
MENOR PREÇO EM SEGURO VIAGEM
CHIP INTERNACIONAL ENTREGUE EM CASA

Lembrando que se você fizer sua reserva através dos links parceiros do blog, você paga o mesmo valor e nos incentiva a continuar publicando conteúdo gratuitamente.

You Might Also Like

2 Comments

  • Reply
    Ana Paula
    junho 22, 2017 at 3:43 pm

    Eu ameeeeeeei suas dicas ♥
    O post está muito bem explicado, adorei.
    Beijoooos ♥

    http://www.blogtweetmoda.com

  • Leave a Reply