AMÉRICAS CHILE SANTIAGO

Conhecendo a Vinícola Concha Y Toro

Oito a cada dez artigos que li antes de ir pro Chile não recomendavam a ida à Concha y Toro dizendo que o tour não se aprofundava na produção do vinho, que era muito turistão, e tal.Te falar?? Adoro vinho, mas não entendo nada e nunca visitei outra vinícola. Pra mim foi ótimo, tudo lindo! Super recomendo.

 

Conha Y Toro é a maior vinícola do Chile, e está preparadíssima para receber o turista, com tour em português, espanhol e inglês.

O guia vai dando as explicações e a passagem pelos jardins é linda, mas a pausa pra foto é corrida: piscou, perdeu!

A primeira parada é nos vinhedos (mas estava sem uvas porque era inverno).

 

Durante cada pausa é degustado um vinho, com uma pequena explicação sobre a uva, produção e percentual de álcool.

concha y toro

 

A segunda parada é nas bodegas onde estão armazenadas os vinhos, com mais uma degustação, desta vez de um vinho mais forte (dizem que no verão são vinhos frescos).

Nesse ponto há toda uma encenação sobre o surgimento do Casillero del Diablo, o vinho mais famoso da casa (alô Manchester United), mas eu não vou contar pra não perder a graça!

Terminado o passeio você pode ficar por lá o tempo que quiser, tem um Wine Bar e uma lojinha ótima!

Os preços são bem mais convidativos que na cidade e é o melhor momento pra comprar vinhos e acessórios, principalmente para presentes.

QUANDO IR

Em dezembro e janeiro as uvas já brotaram, mas estão verdes, a melhor época para a visita é março e abril, na colheita. Não é possível ver as parreiras durante o inverno (julho/agosto/setembro), mas achei legal assim mesmo.

QUANTO CUSTA

Há dois tipos de tour: o Tradicional (9 mil pesos/+-40 reais) e o Marquês de Casa e Concha (19 mil pesos/+-90 reais). A diferença é que o segundo prova mais dois vinhos e alguns queijos. Fiz o mais barato e fiquei satisfeitíssima.

É preciso fazer reserva com pelo menos 24h de antecedência no site: www.conchaytoro.com

COMO CHEGAR:

A opção mais confortável (e cara) é contratar um passeio com uma agência, mas não vai sair por menos de R$150,00 (já incluída a entrada).

Fomos por conta própria e foi super fácil, basta pegar a linha azul do metrô até a estação las mercedes e depois um táxi até a vinícola (deu uns R$10,00 pra cada ida e volta + R$40,00 da entrada).


Quando for reservar seu Hotel, não deixe de fazer aqui pelo Blog, ganhamos uma pequena comissão, você paga nadinha a mais por isso e continua recebendo nosso conteúdo gratuitamente.

Clique aqui para encontrar seu hotel com o Booking

 

                                                       

 

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply