AMÉRICAS CHILE ESTAÇÕES DE ESQUI

Esquiando em El Colorado

Em 2014 tive meu primeiro contato com a neve (música de emoção ao fundo, hahaha) e depois de muito pesquisar, ainda saí do Brasil cheia de dúvidas, então estou aqui pra tentar evitar que aconteça o mesmo com você (veja esse post aqui para ajudar na programação).

Optei por esquiar no Chile, sonhando com o Valle Nevado, mas essa não teria sido uma decisão inteligente, a não ser que eu estivesse com muito dinheiro sobrando.

Graças a Deus, conheci pessoas que puderam me passar o know how antes de eu subir a montanha: esquiadores iniciantes não usam praticamente nada que a estação tem a oferecer, mesmo se você for muito sagaz e pegar o jeito rápido (a maioria cai o tempo todo) vai usar umas 3 pistas e um único meio de elevação. O que é muito pouco.

Então não vi razão para pagar tão mais caro por isso e optei pela segunda melhor estação: El Colorado.

 

Eu e Cacá

A estrada é muito bonita, mas cheia de curvas e causa um certo mau estar, tente relaxar.

Como lá em Santiago estava menos frio (uns 8 graus) cometemos o erro de não sair vestidas com as roupas específicas e quando chegamos na montanha meu pensamento foi: “acabou, não vou curtir, morreremos todas congeladas” sem exagero!

Meu time!

Mas não passou de um susto, a partir do momento que nos agasalhamos senti até calor.

Alugamos o equipamento (passamos uns 10 minutos rindo da forma como andávamos parecendo astronautas) e compramos o ticket que incluía aula coletiva, já que era a primeira vez. Olha que coisa linda o cachorro que ficava andando entre a gente enquanto a gente aprendia:

Muito amor

Terminando a aula você fica por sua conta e risco. Traduzindo: você vai capotar bastante pela neve! hahaha

Com algumas horas dá pra ir pegando o jeito e brincar um pouco melhor.

.

 

Eu, Cynthia, Maria Clara e Livia

Como da pra perceber pelas fotos, pegamos uma nevasca total. Não dava pra enxergar nem um palmo na frente. De certa forma isso foi muito bom! Primeiro porque a queda é menos dolorida, segundo porque ver a neve cair dá muito mais emoção que apenas encontrá-la no chão.

Existem seis restaurantes em El Colorado, mas pra falar a verdade, só vi um, que foi o que eu comi, bem na entrada da estação, o El Parador. O preço era bem tranquilo e único (carne, carboidrato, sopa, salada e sobremesa).Como na época eu não tinha blog, não tenho foto desses detalhes.

DICAS

1) As empresas que fazem o translado estão concentradas em sua maioria na Avenida Apoquindo, próximo ao nº 4900. (estação do metrô Escuela Militar). Pesquise preço!

2) Fique atento ao horário de descida da montanha e saiba o nome da empresa que te levou, embola tudo na saída.

3) Cuide bem do seu esqui/snow, um amigo que estava conosco deixou na porta do restaurante pra almoçar e alguém trocou, teve que pagar R$700,00.

4) Se não sentir confiança, não se aventure nos teleféricos, subiu, só desce esquiando.

 


Quando for reservar seu Hotel, não deixe de fazer aqui pelo Blog, ganhamos uma pequena comissão e você não paga nadinha a mais por isso. Ajuda aí, vai!

Clique aqui para encontrar seu hotel com o Booking

You Might Also Like

2 Comments

  • Reply
    Vanessa
    fevereiro 23, 2016 at 11:01 am

    Olá Sthefania! Estou querendo ir ao Chile com minha família (marido e dois meninos 8/19 anos). Até ler este post pensava somente em Valle Nevado, mas agora cogito muito ir a El Colorado. Só q estou cogitando ficar num Hotel q encontrei no Booking, Chalet Valluga, vc já ouviu falar? Ou vc acha melhor ficar em Santiago mesmo? Estou com muitas dúvidas, mas quero começar a me programar… Um bj e obrigada pelas dicas!

  • Reply
    O QUE FAZER EM SANTIAGO: ROTEIRO DE ATÉ UMA SEMANA - Sthe On The Road
    abril 8, 2016 at 7:57 pm

    […] se encaixa ao seu perfil e passe o dia todo nela. Veja minhas experiência no Valle Nevado e em El Colorado, e, se precisar de ajuda, tire aqui suas dúvidas sobre as estações de […]

  • Leave a Reply