MINAS GERAIS

Janela do Céu: Ibitipoca e suas águas alaranjadas

ibitipoca

Paraíso na zona da mata mineira, Ibitipoca é o destino perfeito para quem busca eco-turismo, paz e simplicidade. São inúmeras paisagens de tirar o fôlego, trazendo a tona o que tanto esquecemos quando estamos rodeados do stress das grandes cidades: somos parte da natureza.

Ibiti, como é chamada pelos mineiros, na verdade é Conceição de Ibitipoca, uma vila pequena e rústica que pertence ao Município de Lima Duarte, onde ainda é possível encontrar um ambiente tranquilo para essa imersão. A vila é sustentada pelo turismo e fica a 3km da entrada do Parque Estadual de Ibitipoca.

ATRAÇÕES

O carro chefe é o Parque Estadual – e esta é a grande razão para ir até lá – mas a vila em si também é um charme e proporcionará grandes momentos!

Como toda cidade mineira que se preze, comer vem em primeiro lugar. Não deixe de comer tudo de diferente que tenha oportunidade, mas sem a preocupação de procurar lugares específicos. Olhou, gostou, pediu!

Em segundo lugar, não deixe de conhecer o Bar do Firma. Se você pensa que já viu um lugar muito louco, multiplique por 100 e ainda não será igual. Mas fique tranquilo que a loucura dele não faz mal a ninguém, só à sua rinite, porque é bem sujinho. A decoração é curiosa: disco, isqueiro, galho de árvore, fotos 3×4 de estranhos e tudo que seja possível pendurar. Tomei um susto ao chegar no banheiro e dar de cara com uma gata recém parida e seus 6 filhotinhos. Ele também não anota o consumo, vai na confiança. Parece furada, mas eu juro que é muito divertido!

bar do firmaconceição de ibitipoca

As Trilhas

O parque, que funciona todos os dias de 7h às 18h, agrada a gregos e troianos, já que possui desde trilhas facílimas a outras longas e que exigem melhor preparo físico.

Nos fins de semana e feriados o número máximo de visitantes permitidos por dia são 800. Durante a semana são apenas 300, por isso, o ideal é chegar cedo. Os ingressos custam R$20 nos finais de semana e R$10 nos dias úteis (estudante paga meia), ainda R$20 se quiser estacionar o carro lá dentro.

As águas são um espetáculo! Em razão do quartzo presente nas rochas, elas adquirem tons de laranja e amarelo hipnotizantes, mas prepare o psicológico, é ge-la-da!!

E quais as opções?

Circuito das Águas

É o mais leve, tem 5 km contando ida e volta, tão tranquilo que nem se sente o tempo passar. O circuito acompanha o curso do Rio Salto e é perfeito para quem quer relaxar. Apesar de ser todo muito bonito, os pontos mais interessantes são a prainha (que ilustra a foto o topo do post) e a Cachoeira dos Macacos.

circuito das águas

Janela do Céu – Ibitipoca

É a grande estrela do parque. São 16 km de caminhada, com muitas partes de subida íngremes, mas que com paciência pode ser feita por qualquer pessoa. A trilha conta com várias grutas pelo caminho, onde é possível entrar, descansar e distrair.

gruta dos fugitivos

gruta dos fugitivos

Depois de tanto esforço, a certeza de que vale cada segundo da caminhada. A vegetação em torno da queda d’água no penhasco faz realmente parecer uma janela. O visual é deslumbrante, não só pela vista estreita e perigosa na beira do abismo, mas pelas piscinas cor de coca cola que seguem em direção contrária. Seria quase perfeito, não fosse a quantidade de turistas e as filas para poder tirar fotos.

Um pouco mais à frente está a cachoeirinha. Por ser menos disputada, o ambiente se torna muito mais intimista que o da janela e apesar de menos bonito, é muito mais relaxante.

janela do céu ibitipoca

cachoeirinha

♦ Pico do Pião

São 11km de extensão e é importante frisar que não possui cachoeiras nessa rota. As atrações são as grutas pelo caminho e a vista do pico. Não cheguei a conhecer, mas é bem sinalizado, como todas as rotas do parque.

COMO CHEGAR

O acesso é feito por uma estrada com cerca de 27 km a partir da rodovia BR-267 em Lima Duarte até o arraial de Conceição de Ibitipoca. Uma parte do trecho é de estrada de terra, mas o pedaço mais íngreme, entre a Fazenda do Engenho e o arraial, é calçado, assim como outros trechos. Do arraial ao parque, percorrem-se mais três km em estrada calçada. No período das chuvas, este acesso pode se tornar difícil, já que a manutenção da estrada é ruim.

Veja todos os detalhes no site oficial: ibitipoca.tur.br/chegar

ONDE FICAR

canto da vida

Não faltam opções: é possível acampar, alugar uma casa com os amigos ou ficar em alguma Pousada/Chalé bem gostosinhos.

Para acampar, o mais famoso e agitado é o Ibitilua. O Canto da Vida é o mais próximo do parque e mais familiar. Também pode acampar dentro do parque, mas tem restrição de horário para sair e retornar da vila.

Nós tentamos acampar, mas não deu certo (claro!), então fechamos um chalé de última hora no Canto da Vida. Adoramos! O preço foi justo, serviram um café da manhã delicioso e as acomodações eram bem satisfatórias. Infelizmente eles não estão no Booking, as reservas devem ser feitas pelo tel:  (32) 8401 1647 (32) 3281 8136.

Para quem procura algo mais sofisticado, me pareceu a melhor opção o Serra de Ibitipoca.

Para pesquisar todas as opções de hospedagem em Ibitipoca, clique aqui.

conceição de ibitipoca

DICAS RÁPIDAS:

♦ Leve bastante água, capa de chuva, lanche, boné/chapéu, protetor solar, casaco, lanterna, tênis bem confortável e máquina fotográfica.

♦ É possível chegar de ônibus, mas a melhor opção é ir de carro.

♦ O clima alterna absurdamente num mesmo dia e não é possível confiar na previsão do tempo. Quando chegamos na cidade estava caindo uma tempestade, mas com paciência conseguimos fazer tudo que queríamos, pois de meia em meia hora abria sol. Leve uma capa de chuva para proteger os pertences durante a trilha caso caia uma chuvinha e tenha fé.

♦ No inverno faz frio e é quando acontecem os festivais de música, com o Ibitipoca Jazz Festival em julho e o Ibitipoca Blues em agosto. Lota, mas deve ser muito interessante!

♦ O céu de Ibitipoca é maravilhoso! Separe um minutinho para observar as milhares de estrelas que estão à sua disposição.

Na natureza não tem wi-fi, mas garanto que é o lugar onde há a maior conexão…


Quando for reservar seu Hotel, não deixe de fazer aqui pelo Blog, ganhamos uma pequena comissão, você não paga nada a mais por isso e continua recebendo nosso conteúdo gratuitamente!

Clique aqui para encontrar seu hotel com o Booking

1 Comment

  • Reply
    7 conselhos para seguir (agora) se quiser viajar mais ano que vem - Sthe On The Road
    novembro 7, 2016 at 12:43 am

    […] que visitei Arraial do Cabo, Búzios, Ilha Grande, Paraty, Petrópolis, Curitiba, Gramado, Ibitipoca e pretendo conhecer vários outros. O Brasil é enorme (e lindo), o que rende muita opção […]

  • Leave a Reply