AMÉRICAS PERU

Machu Picchu – Enigmática, Grandiosa, Sensacional

Machu Picchu é a meca dos viajantes, fato! E quem me conhece sabe que sempre foi o meu sonho.

Há anos eu tento fazer essa viagem e não rolou por uma série de limitadores: dinheiro, férias na época ruim e falta de companhia. 2015 seria “O” ano!

Organizei tudo como contei nesse post e parti para a jornada com duas amigas. Já tínhamos vivido um bocado de experiências nessa viagem, mas estávamos bem ansiosas para o grand finale. Optamos por dormir em Águas Calientes na véspera para entrar cedo no parque e foi uma decisão muito acertada. Escolhemos ficar no Hotel Inka Wonder, pela relação de custo-benefício. Os hotéis por lá ou são simples ou muito chics, mas achei nossa opção satisfazer bem por uma noite, dormimos bem.

De Águas Calientes para Machu Picchu ainda tem mais uns 20 minutos de ônibus que custam 24 dólares ida e volta. Isso mesmo meu amigo, tudo que é monopólio sai caro. Compramos na véspera, assim que chegamos, e evitamos mais uma fila.

Para quem vai apenas em Machu Picchu horário não é problema, mas como íamos fazer uma das trilhas, precisávamos sair bem cedo. Nosso ingresso era Machu Picchu + Huayna Picchu (ou Wayna Picchu) no grupo que sobre de 7 às 8h, acordamos cinco e pouca (ainda escuro) e o café da manhã já estava nos esperando.

Confesso que eu estava num mix de nervosismo e ansiedade tão grande que nem consigo definir. Chegamos no parque e… estava tudo nublado! Não dava para enxergar um palmo à frente. Pi-rei!

Machu Picchu nublado

Mas fomos na fé de que isso não nos aconteceria. Não era possível!!

Seguimos para a entrada de Huayna Picchu e começamos a subida. Já alerto: é tenso!

É mais de uma hora de subida íngreme, muita escada estreita com vista pro abismo e o ar desaparece por causa da altitude. Tinham uns trechos bem sinistros e eu precisei fazer várias paradas para tentar retomar o fôlego, o que não era nenhum grande esforço, porque tudo era lindo. Nesse meio tempo as nuvens foram se espalhando, e eu ia acalmando meu coração.

machu picchu melhor época

A vista de Huayna Picchu é magnífica, compensa todo o esforço e nos faz lembrar o quanto somos pequenos nesse mundo. Ficamos todo o tempo que podíamos ali deslumbradas, eu meio sem acreditar que estava realizando meu sonho com pessoas que tanto amo. Sentia o ventinho batendo calmamente em nossos rostos envolta nos meus pensamentos mais profundos.

huayna picchu

wayna picchu

A descida é tão difícil quanto a subida, mas tem vários pontos de observação para parar e descansar contemplando a paisagem.

Chegamos em baixo por volta de meio dia e muita gente já estava indo embora do sítio arqueológico. Fizemos um lanche (levado por nós, porque lá é uma fortuna) e fomos negociar com os guias.

Tudo no Peru é negociado e praticamos tanto que já estávamos muito boas nisso. Só para você ter ideia, quando chegamos pela manhã os guias estavam cobrando 100 solis por cada pessoa e conseguimos fechar por 20 cada num tour privado em espanhol. É muuuuuita diferença!

Entramos nas ruínas de Machu Picchu e, de cara, percebemos que demos muita sorte com o guia, era excelente!!! Uma simpatia, objetivo, explicou tudo sem enrolar e tirou milhares de fotos nossas.

machu picchu

pacha mamamachu pichu

O guia nos deixou ainda com uma hora para andar sozinhas e tirar as fotos complementares. Só tenho uma coisa a dizer: a parada é muito doida! Fiquei chocada com a magnitude e perfeição do sítio arqueológico. Como pode gente? Há tanto tempo aquele nível de engenhosidade?

O lugar tem uma energia diferente. É uma experiência muito enriquecedora, mesmo para quem não é amante de história. É uma viagem que vai agradar qualquer um. A presença de turistas de todo o mundo confirma isso.

O ônibus de retorno não tem horário definido, você pode voltar para Águas Calientes em qualquer um até o fim do dia. Nós voltamos por volta das 16h para almoçar antes de pegar o trem.

Sentadas para o almoço, ninguém conseguia tirar o sorriso do rosto… Machu Picchu? Checked!

E agora? Vou arrumar novos sonhos e começar tudo de novo!

DICAS

  1. Faça o Check Out antes de ir para o parque e peça para o hotel guardar sua bagagem até o retorno.
  2. Se você tiver o dia todo, a parte da tarde é bem melhor para fotografar o parque. Tanto pela luminosidade, quanto pelo número de pessoas mais baixo.
  3. Não se esqueça de carimbar o passaporte. Você mesmo que faz em uma mesinha bem do lado da entrada.
  4. Compre água (pelo menos 1 litro cada) e lanche em Águas Calientes antes de subir, não vai estragar e lá no parque é surreal de caro. Passe protetor solar também.
  5. Não deixe de contratar o  guia, faz toda a diferença. Sem ele uma pedra é apenas uma pedra, mas quando você entender o significado das coisas vai ficar apaixonado e entender como é Machu Picchu!

images

CONTINUE PLANEJANDO SUA VIAGEM CONOSCO

RESERVE SEU HOTEL ||  ALUGUE SEU CARRO
SEGURO VIAGEM  || CHIP INTERNACIONAL

Lembrando que se você fizer sua reserva através dos links parceiros do blog, você paga o mesmo valor e nos incentiva a continuar publicando conteúdo gratuitamente.

You Might Also Like

18 Comments

  • Reply
    Cassio @carcassio
    julho 26, 2015 at 10:08 pm

    Parabéns!!! Ficou show seu relato Sthe. Muito bem elaborado e com ótimas dicas, sem contar que as fotos ficaram lindas. Muito bom mesmo!

  • Reply
    Clara Azeredo
    julho 27, 2015 at 12:03 am

    Sthe do céu!!!! Seu post elevou minha ansiedade a um nível absurdo! Imagina como eu to, agora que faltam tão poucos dias! Rs’

  • Reply
    Milena Azeredo
    julho 31, 2015 at 2:16 pm

    Amo seus posts amiga! Parece que me desloco pra sua viagem quando estou lendo! Demais! ♥

  • Reply
    Marcio
    setembro 2, 2015 at 3:18 am

    Sensacional seus Posts sobre o Perú.

  • Reply
    Marcio
    setembro 2, 2015 at 3:19 am

    Sensacional seus Posts sobre o Perú. Parabéns.

  • Reply
    Roteiro Machu Picchu | Post Índice - Sthe On The Road
    dezembro 22, 2015 at 9:32 pm

    […] Machu Picchu (finalmente, tudo aqui) – se você confiou em todas as nossas dicas, vai estar em Águas Calientes bem cedinho nesse dia tão especial. Pegue o último ônibus, visite o santuário pelo tempo que você julgar necessário (fiquei o dia todo) e retorne para Cusco nesse dia. […]

  • Reply
    O que Fazer em Cusco: Museus, Mercado e Feirinhas de Enlouquecer - Sthe On The Road
    abril 27, 2016 at 11:06 pm

    […] Machu Picchu – Enigmática, Grandiosa, Sensacional […]

  • Reply
    Luma
    junho 2, 2016 at 1:29 am

    Adorei o relato! Irei fazer mochilão na America do Sul e estou procurando uma boa bota já que terá muitos percursos a pé. Essa sua bota está linda, sabe onde encontro para venda (site ou marca)? É confortável?

    • Reply
      karolynne
      julho 17, 2016 at 5:18 am

      também gostaria de saber da bota!!

      • Reply
        Sthefania Memelli
        outubro 17, 2016 at 6:02 pm

        Gatinhas, desculpe a demora!
        A bota eu não sei a marca não. Comprei no centro de Buenos Aires, baratex! Não é própria para caminhada.
        Beijos

  • Reply
    karolynne
    julho 17, 2016 at 5:17 am

    AMEEEEEEEEEEEEEEEEIIIIIIIIIIII o post, o relato, as fotos, tudo! incrível!

  • Reply
    Bianca Azambuja
    outubro 13, 2016 at 11:12 pm

    Sthe!!!!! … adorei os relatos do site. Estou indo para Machu Pichu no começo do ano e quero reservar o hostel INKA WONDER, que já não é a primeira pessoa que indica. Porém, não acho mais ele NEM A PAU!
    Você reservou antes? Pode me ajudar auxiliando aonde encontro esse hostel?
    Obrigada!!!

    • Reply
      Sthefania Memelli
      outubro 17, 2016 at 6:05 pm

      Oi Bianca!!
      Obrigada por acompanhar!
      Estou achando que o hotel fechou, porque procurei e não achei também.:(
      Não era um hostel, era hotel mesmo, mas com preço bem justo!
      Reservei aqui pelo link do blog: http://www.booking.com/?aid=821839
      Beijosss

  • Reply
    Thais Towersey
    abril 13, 2017 at 12:57 am

    Fiquei com uma dúvida. Você fez a trilha primeiro e depois foi pra parte mais “famosa”, né? Não estava muito cheio quando chegou por volta de 12:00? Achei que tinha que chegar de madeugada lá para fazer fotos sem pessoas…
    Conte-me!

    • Reply
      Sthefania Memelli
      abril 20, 2017 at 2:08 pm

      Fiz ao contrário e foi a melhor coisa… Se não me engano, para fazer a trilha só pela manhã mesmo.
      Não sei se foi sorte, mas a tarde tem bem menos gente no parque que pela manhã, porque todo mundo pensa a mesma coisa, que é chegar cedo.
      Impossível pegar sem pessoas, mas da para escolher os ângulos certos e tirar ótimas fotos!

    Leave a Reply