AMÉRICAS BOLÍVIA

Salar de Uyuni – o primeiro dia de Jeep Tour

O Salar de Uyuni dispensa apresentações, mas tem detalhes sobre Uyuni nesse post aqui (o que é, como ir, quanto custa, como são os alojamentos, etc).

Eu não vejo graça em detalhar totalmente o passeio porque a surpresa faz parte, não é mesmo?

Mas vou tentar dar um panorama geral, sem estragar.

Dos três, o primeiro dia é o mais emocionante, fechado o tour, entra todo mundo no carro e a primeira parada é o cemitério de trens, que nada mais é que maquinas enferrujadas, mas que são bonitas na paisagem.
Quase que minha viagem acaba por aqui mesmo. Resolvi tirar uma foto em cima do trem e pisei numa parte enferrujada que cedeu, caí, e ainda bem que fui segurada, porque ia ser feio. Levei apenas um hematoma de lembrança.

Nem precisa ficar tão ansioso, porque o deserto de sal é visto logo no primeiro dia pra quem vem de Uyuni.
O carro vai andando, andando, você nem se da conta de que a paisagem mudou e de repente tudo fica branco se tornando uma imensidão para os olhos.

Norte, sul, leste, oeste, não fazia mais ideia de para onde eram.

Este é o momento de ser criança, brincar e fazer aquelas fotos em perspectiva. Pena que a parada é de apenas meia hora.

salar de uyuni

salar de uyuni boliviauyuni Bolívia

Uma parada para o almoço e o próximo destino é a Isla del Pescado, uma ilha de corais e cactos de até 10 metros de altura. Calma, cactos no meio do sal? Como assim? Sim, tudo foi oceano um dia  esse é um dos pouquíssimos pontos onde tem vida em toda a extensão do deserto. Doi-de-ra…

cactos bolívia

Acontece que tem que pagar para subir e ficamos satisfeitas com a vista de baixo, então decidimos ficar e esperar o grupo. Sábia decisão, porque foi um dos momentos mais divertidos do dia. Eis que me aparece uma pessoa com um quadriciclo, e claro que eu pedi para andar!

 

      

Daí pra frente é só cansaço, seguir viagem no carro e por um longo caminho até o primeiro alojamento, o melhorzinho.

O jantar foi servido e fui dormir morta, mas maravilhada com as coisas que pude ver durante o dia.

Não se esqueça: é o único ponto em que há chuveiro e tomadas durante toda a travessia.

Aproveite!

{Tem alguma dúvida? Deixe nos comentários}

LEIA TAMBÉM: Tudo Sobre o Salar de Uyuni |O Deserto de Sal da Bolívia

LEIA TAMBÉM: Salar de Uyuni – os outros dois dias de passeio

You Might Also Like

6 Comments

  • Reply
    airanzinha
    abril 5, 2016 at 4:52 pm

    Olá, sigo você no ista, é a primeira vez que visito seu blog. Gostaria de saber, qual câmera você utilizou na viagem. E se indica alguma agência.

    Obrigada e amei amei as fotos e o blog tb, um dos mais completos que já vi: Parabéns!

    • Reply
      Sthefania Memelli
      abril 6, 2016 at 2:00 pm

      Oi!! Muito obrigada pela visita e pelo incentivo ao meu trabalho! 🙂
      A minha câmera é bem antiga, uma Sony HX-1. A versão mais nova dela é a SONY HX400.
      Não precisa ter conhecimento técnico de fotografia para usa-la no modo automático.
      Para Uyuni, eu fiz o Tour com a Oasis, mas não achei nada de especial.
      Beijos

  • Reply
    Salar de Uyuni: Quando ir? – barbarella
    abril 7, 2016 at 12:28 pm

    […] do blog “Ste On The Road” foi no início de Junho de 2015, pelas fotos dela estava um pouco friozinho. Ela dá várias […]

  • Reply
    Salar de Uyuni: Quando ir? - Eu Preciso viajar
    abril 17, 2016 at 3:18 am

    […] do blog “Ste On The Road” foi no início de Junho de 2015, pelas fotos dela estava um pouco friozinho. Ela dá várias […]

  • Reply
    Thais Towersey
    abril 27, 2016 at 9:46 pm

    Quero, quero, quero, quero.

  • Reply
    Salar de Uyuni - os outros dois dias de passeio - Sthe On The Road
    agosto 23, 2016 at 7:30 pm

    […] PARA SABER COMO É O PRIMEIRO DIA DO TOUR, CLIQUE AQUI […]

  • Leave a Reply