AMÉRICAS COLÔMBIA SAN ANDRÉS

Bora conhecer o famoso mar de 7 cores de San Andrés, na Colômbia?

san andres colombia

Quando a Sthe me convidou pra fazer esse post sobre San Andrés (Colômbia), aceitei na hora por dois motivos: primeiro que a Sthe é uma querida, uma fofa que adoro. E segundo que falar de San Andrés vai ser sempre um prazer pra mim, pois sem dúvidas foi um dos lugares que mais amei! Então vem comigo conhecer um pouquinho mais dessa ilha fantástica, vem!

SOBRE SÃO ANDRÉS

San Andrés é a maior das ilhas do Arquipélago de San Andrés, Providência e Santa Catalina. Apesar de pertencer a Colômbia, ela fica na América Central, bem pertinho da Nicarágua, inclusive existe até um certo impasse sobre o domínio da ilha entre os dois países. San Andrés é uma ilha pequena, tem apenas 26km² e seu principal atrativo com certeza são as belezas naturais.

Portanto não se assuste ao chegar na ilha e perceber que ela tem pouca infraestrutura, lixo nas ruas e nas praias (infelizmente) e um trânsito caótico onde se ouve muita buzina e onde se vê até 3 ou 4 pessoas em uma mesma moto. Se estiver esperando um lugar com luxo, desista, vá para outro destino do Caribe. Mas se gosta de coisas simples e está procurando por praias paradisíacas com a cor de água mais impossivelmente linda, este é o lugar. San Andrés encanta até aqueles mais desacreditados, todos vão embora com vontade de voltar.

como chegar em San AndresCOMO CHEGAR

As companhias aéreas que fazem o trajeto Brasil – San Andrés são a Latam, Avianca e Copa. Não existem voos diretos para a ilha, então obrigatoriamente você terá que fazer uma ou mais conexões.

As conexões mais comuns são em Bogotá (capital da Colômbia) ou na cidade do Panamá.

Dependendo do voo pode haver também conexão em Cartagena, Cali, Santiago (Chile) ou Lima (Peru). Nós fomos de Latam com conexão de 13 horas em Bogotá, o que nos permitiu conhecer um pouco da cidade, mesmo que tenha sido a noite. Mas existem conexões durante o dia também, o que pode ser uma ótima oportunidade para desbravar a capital colombiana por algumas horas.

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

Se a conexão for em qualquer cidade que pertença ao Mercosul é necessário apenas documento de identidade, desde que esteja em bom estado e com até 10 anos de validade. Porém, se a conexão for no Panamá, é obrigatório ter passaporte, com pelo menos 3 meses de validade.

VACINAS

Em relação a vacina da febre amarela, para as conexões em Bogotá não é obrigatório, já para as conexões no Panamá eu recomendaria ter por via das dúvidas. Não que seja obrigatório, mas é recomendável. Afinal, estamos passando por um surto da doença e ninguém quer ser mandado de volta para casa por causa disso né? Agora um documento que todos têm que ter, independente de onde fizer a conexão é a Tarjeta de Turismo, sem ela você simplesmente não entra na ilha. Essa tarjeta é vendida nos aeroportos de conexão, normalmente no próprio balcão da cia. aérea e os valores são: Bogotá (COP 104.500) / Panamá (USD 50) / Guarulhos (R$ 170,00). Guarde essa tarjeta bem guardadinha, pois é necessário apresentá-la na volta.

ONDE FICAR EM SAN ANDRÉS

Tá aí uma coisa que tira o sono de muita gente ao planejar uma viagem para San Andrés. Isso porque lá não há uma grande oferta de hotéis e pousadas de boa qualidade, como em outros destinos do Caribe. Isso quer dizer que muitas vezes paga-se caro por uma hospedagem que fica abaixo das expectativas. Posso dizer que nesse caso tive sorte ao escolher o Hotel GHL Sunrise.

Sua localização é ótima, pois fica bem perto do centrinho, uns 5 minutos de caminhada. Isso é muito importante, porque é ali que tudo acontece, onde ficam a maioria dos restaurantes, de onde saem os passeios de barco, onde tem banco, agências, casas de câmbio, além de ser uma delícia passear pela orla tanto de dia quanto a noite.

Fechamos o pacote no GHL apenas com café da manhã e conseguimos um ótimo custo-benefício. O hotel é enorme, possui restaurante, academia, espaço infantil, água quente e não tão salobra no chuveiro (um privilégio que poucos hotéis na ilha possuem), uma piscina gigante construída em cima do mar e ainda uma prainha particular. Já vi várias pessoas reclamando do cheiro de mofo que tem em praticamente todo hotel da ilha, mas não sentimos nada e olha que pegamos um quarto de frente pro mar, com uma vista incrível.

Para pesquisar outros hotéis e pousadas em San Andrés
clique aqui para ser redirecionado para o Booking.

o que fazer em San Andres

LEIA TAMBÉM:25 Frases de viagem para usar nas suas legendas
10 motivos para escolher Barbados como seu destino no Caribe
Chip internacional: como viajar conectado sem infartar com a conta do telefone
O que fazer em Bogota?

O QUE FAZER EM SAN ANDRÉS – COLÔMBIA

Passeio é o que não falta em San Andrés, por isso recomendo que fique ao menos 5 dias inteiros na ilha para fazer os principais:

VOLTA À ILHA

Para fazer a volta a ilha será necessário alugar um carrinho de golf, um mule (que é um carrinho de golf um pouco mais veloz) ou uma scooter. Existem vários modelos desses carrinhos e alguns chegam a comportar até 6 pessoas. O preço varia de 70.000 a 120.000 Cops. Reserve um dia inteiro pra esse passeio, porque há várias paradas pelo caminho, por exemplo:

TOBOGÃ SAN ANDRES

West View – Parque aquático onde é possível fazer snorkel numa piscina natural. É ali que se encontram o trampolim e o tobogã super famosos da ilha, que te levam direto ao mar. Preço: 4.000 Cops

La Piscinita – Praticamente a mesma coisa de West View. Não tem o trampolim e o tobogã, mas a quantidade de peixes é bem maior. Preço: 4.000 Cops

Hoyo Soplador – É uma espécie de fenda natural no meio das pedras que “sopra água” pra tudo quanto é lado. O fenômeno só ocorre quando venta bastante e o mar fica bem agitado. Prepare-se pra sair de lá encharcado. Preço: entrada grátis, porém os comerciantes sempre pedem que consuma algo, esse assédio pode ser um pouco chato, mas é só não dar confiança.

Playa de San Luís – Uma das praias mais lindas da ilha, com areia clara e fininha, água com multi-tons de azul e verde e muitos coqueiros beirando a estrada. Em alguns pontos formam-se várias piscininhas naturais deliciosas para tomar banho.

Rocky Cay – Ilhota que fica na praia de Cocoplum, onde existe um navio encalhado. É possível chegar até ela caminhando pela água mesmo, não passa da cintura. Por ali há uma grande variedade de Beach Clubs, onde paga-se um valor para passar o dia inteiro. Vale muito a pena tirar um dia pra ficar só por ali e aproveitar as comodidades desse tipo de serviço, além da praia ser lindíssima e uma das preferidas dos visitantes.

O QUE FAZER EM SAN ANDRES – COLÔMBIA

Restaurante Punta Sur – Recomendo que pare nesse restaurante já na volta, para pegar o lindíssimo pôr do sol da ilha. Esse restaurante tem a estrutura de uma navio e fica praticamente em cima do mar. Se quiser só conhecer e tirar fotos, nem precisa pagar, mas se consumir alguma coisa pode usar a piscina que fica do lado de fora e tem uma super vista. Ah, lá também tem um mini Hoyo Soplador que fica bem mais vazio do que o vizinho famosão.

Johnny Cay: Essa é a ilhota que se vê da praia do centro e é um dos passeios mais imperdíveis. Chega-se até ela de barquinho e o trajeto dura em torno de poucos minutos. A cor da água em Johnny Cay vai além da compreensão de qualquer ser humano, sério! É surreal demais! A ilhota tem uma boa infraestrutura, com aluguel de barracas e cadeiras, restaurantes, banheiros e lockers. Não deixe de fazer a volta a ilha, que deve durar uns 5 minutinhos, para ver as iguanas. Preço: 20.000 Cops

ilha san andres

O QUE FAZER EM SAN ANDRÉS – COLÔMBIA

Acuario/Haynes Cay: Esse passeio normalmente é vendido junto com Johnny Cay, porém recomendo fortemente que os faça em dias separados. Primeiro que os lugares são lindíssimos e merecem um dia pra cada um e segundo que você aproveitará os locais sem aquela multidão de gente que faz os dois passeios. Porque infelizmente a verdade é essa: são lugares lindos e paradisíacos, porém completamente lotados, pra fugir da muvuca só indo em dias separados mesmo.

Aquario San Andres

O Acuario é um banco de areia no meio do mar, com uma cor de água inexplicável, ideal para fazer snorkel. Na parte da tarde quem costuma aparecer para se alimentar são as mantarrayas, como são conhecidas as arraias da ilha. Existe um passeio específico para nadar com elas que eu não fiz, mas ainda assim consegui chegar bem pertinho de uma, pois como falei elas ficam nadando livremente por ali.

Ao lado do Acuario fica a ilhota Haynes Cay, nosso canto queridinho de San Andrés. Para chegar até ela basta caminhar pela água, no mesmo esquema de Rocky Cay. Ali tem restaurantes e bastante espaço para ficar de papo pro ar. Como tiramos um dia apenas para esse passeio, atravessamos direto para Haynes Cay enquanto todos disputavam um espacinho no Acuario. Quando os barcos partiram levando o pessoal para Johnny Cay, aí sim fomos pro Acuario e aproveitamos o lugar vazio, praticamente só nosso. Foi de longe o melhor dia da viagem e talvez de nossas vidas! Preço: 20.000 Cops

⇒ Caso queira fazer Johnny Cay e Acuario em dias separados o valor é de 15.000 Cops cada um. Esses dois passeios são facilmente encontrados em qualquer lugar, sempre tem gente na rua oferecendo, ou se quiser vá direto na Casa de Cultura que fica na praia do centro, é super fácil de achar devido a sua cor amarela.

mar de 7 cores san andres

Travessia Acuario – Haynes Cay, a água não passa da cintura.

O QUE FAZER EM SAN ANDRES – COLÔMBIA

Snorkel na barreira de corais: Quem vai pra San Andrés vai fazer snorkel nem que seja uma vez durante a viagem, mas se quiser viver uma verdadeira experiência de snorkel, tem que fazer esse passeio organizado pelo Fernando, da agência Caribe Extremo. O Fernando é um cara simplesmente sensacional, explica tudo nos mínimos detalhes, ajuda quem não sabe nadar e ainda empresta o equipamento necessário.

A barreira de corais de San Andrés, que é defendida pelos sanandresanos como a terceira maior barreira de corais do mundo, foi declarada Reserva da Biosfera pela UNESCO em 2001 e mesmo que eu tente explicar tudo o que vi naquele dia, ainda assim não conseguiria. Só sei que me apaixonei pelo fundo do mar e isso me tornou muito mais consciente em relação a tudo que se refere a vida marinha. Preço: 60.000 Cops + 60.000 das fotos (se quiser). Contato do Fernando: +57 (311) 203-0259 (pode chamar no whats app que ele responde na hora).

atraçoes San Andres Colômbia

Parasail: Passeio imperdível, mas que acreditem se quiser, nós não fizemos. O ideal é já agendar esse passeio aqui do Brasil e foi exatamente o que a gente fez, porém as condições climáticas não ajudaram. Por 3 dias tentamos, mas ou estava ventando muito ou não tinha vento o suficiente. De qualquer jeito tente fazer logo nos primeiros dias, pois ele depende totalmente do clima e como só existe uma pessoa responsável por esse passeio, o Capitão Richard, pode acontecer de você ficar sem vaga. Preço: 160.000 Cops. Contato do Richard: +57 (317) 373 5570.

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO
↓↓↓↓
HOTEL PELO MELHOR PREÇO
ALUGUE SEU CARRO
MENOR PREÇO EM SEGURO VIAGEM
CHIP INTERNACIONAL ENTREGUE EM CASA

 

ONDE COMER EM SAN ANDRÉS

Como não poderia deixar de ser, a maioria dos pratos em San Andrés são compostos por peixes e frutos do mar, sempre acompanhados de arroz de coco (nós não curtimos o arroz de coco, achamos muito doce e por isso, por várias vezes, pedimos o prato sem ele). Outra coisa que você verá bastante também são os patacóns, que são rodelas fritas de banana amassada (essa sim era uma delícia!!).

Para os amantes de cerveja, aproveite que elas são ridicularmente baratas na ilha e  experimente duas locais, a Club Colombia e a Aguila. Pra quem gosta de drinks, experimente o Coco Loko, mistura de suco de frutas com rum servida na casca do coco e, por fim, a famosa limonada de coco. Essa bebida vende em qualquer lugar da ilha e é uma delícia, super viciante.  Acredite em mim, você vai querer tomar essa bebida TO-DO dia e de quebra, ainda vai trazer os ingredientes de lá pra (tentar) fazer em casa!

Abaixo segue uma lista dos restaurantes mais indicados da ilha, sendo que os 6 primeiros nós fomos e aprovamos.

  • La Regatta
  • Peru Trabalho
  • Beer Station
  • gourmet Shop
  • Aqua Beach Club (um dos Beach Clubs que ficam em Rocky Cay)
  • Donde Francesca (Playa de San Luis, ideal para almoçar na volta a ilha)
  • Capitão Mandy
  • Juan Valdez
  • Mister Panino
  • café café

praia san andres

CÂMBIO

Assunto polêmico que deixa muita gente em dúvida. Como proceder: comprar pesos aqui no Brasil? Comprar dólares aqui e trocar por pesos lá? Levar real e trocar por pesos lá? Acho que tudo depende do momento financeiro que estivermos passando. Quando nós fomos por exemplo, em agosto de 2016, um mês antes da viagem o dólar deu uma caída legal e aí aproveitamos para comprar dólares aqui e trocar por pesos lá . No nosso caso compensou bastante, pois conseguimos uma conversão de 1 dolar = 2.750 Cops, o que rendeu mais ou menos 4.000.000 Cops (isso mesmo que você leu, quatro milhões de Cops, fomos milionários por alguns dias rs), enquanto que 1 real = 750 Cops.

AGOSTO 2016 → USD 1 = 2.750 COPS

Outra forma muito utilizada pelo pessoal é enviar daqui do Brasil todo o montante em real pela corretora Western Union e sacar o valor convertido em pesos já na ilha.

Existem duas agências de câmbios em San Andrés para a retirada do dinheiro, mas a mais recomendada é a que fica em frente ao Hotel Casa Blanca, no centrinho, pois a taxa para saque é menor. Já sobre trocar real por pesos aqui no Brasil é sempre mais desvantajoso, pois o câmbio nunca favorece. Para saber mais detalhes clique aqui: www.westernunion.com.br”.

o que fazer em san andres

DICAS EXTRAS:

Para finalizar, deixo aqui algumas dicas que considero muito importante saber a respeito de San Andrés.

  • Assim como falei no início, tenha em mente que San Andrés é um lugar extremamente simples, em alguns aspectos bem precário e subdesenvolvido. Porém sua maior riqueza são as belezas naturais, aquele mar lindo de 7 cores ou mais e seus habitantes que são muito simpáticos e atenciosos. Por isso, cuide com carinho dessa ilha enquanto estiver por lá, faça a sua parte. Não deixe lixo espalhado pelas ruas e praias, seja simpático com os sanandresanos, cuidado ao lidar com os animais marinhos, não tire as estrelas-do-mar e as arraias de dentro da água. Vamos preservar o que a mãe-natureza tão gentilmente cedeu a nós.
  • A praia Spratt Bight ou Peatonal, que é a praia do centro, é lindíssima mas sempre bem cheia, isso porque ela é a praia de melhor estrutura da ilha. Uma boa dica é sentar por ali a tarde para acompanhar o pôr do sol bebendo umas das cervejas locais.
  • Pra quem não sabe San Andrés é zona livre de comércio, ou seja, não há imposto sobre as mercadorias. Ali pelo centrinho você encontrará uma grande variedade de lojas, como a La Riviera que é a maior da ilha e vende de tudo um pouco, Michael Kors, Mac, Lancôme e Dior para as apaixonadas por maquiagem como eu, além de várias perfumarias onde se encontra Victoria’s Secret, L’oreal e Revlon. O que mais vale a pena comprar são maquiagens, perfumes e bebidas. Eletrônicos vai depender bastante, algumas coisas compensam, outras não.
  • O sistema all inclusive não é vantajoso em San Andrés. A oferta de restaurantes é grande demais, não perca tempo fazendo refeições apenas no seu hotel.

  • Um item essencial em San Andrés são as sapatilhas, compre uma assim que chegar. Elas são necessárias em várias praias para que não machuque os pés nos corais. Tem pra vender em tudo quanto é lugar e o preço médio é de 12.000 Cops.
  • Leve um adaptador de tomada universal. A voltagem da ilha é de 220volts.
  • O fuso horário é de 2 horas a menos em relação a Brasília.
  • Os idiomas falados na ilha são o espanhol e o creolle (inglês crioulo).
  • Em San Andrés faz muito calor, mas muito calor mesmo!! Nunca senti tanto calor em nenhum outro lugar. Portanto protetor solar é mais do que necessário, é quase uma obrigação. Vale a pena deixar pra comprar lá e de preferência que o fator seja de 70 pra cima.

Espero que tenham gostado de todas as informações dadas nesse post. Se tiverem qualquer dúvida podem perguntar aqui nos comentários ou diretamente a gente no insta/blog @lugaresqueamamos_


CLARA AZEREDO
Foi picada pelo bichinho da viagem e nunca mais quis parar. Convenceu seu noivo a embarcar nessa com ela e hoje eles dividem suas experiências no instagram @viagemqueamamos_

 


imagens

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO
↓↓↓↓
HOTEL PELO MELHOR PREÇO
ALUGUE SEU CARRO
MENOR PREÇO EM SEGURO VIAGEM
CHIP INTERNACIONAL ENTREGUE EM CASA

Lembrando que se você fizer sua reserva através dos links parceiros do blog, você paga o mesmo valor e nos incentiva a continuar publicando conteúdo gratuitamente.

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply
    América do Sul: países que não precisam de passaporte - Sthe On The Road
    abril 25, 2017 at 2:13 pm

    […] Como tirar passaporte – passo a passo Roteiro de Viagem Peru (machu picchu e região) Bora conhecer o famoso mar de 7 cores de San Andrés, na Colômbia? Tudo Sobre o Salar de Uyuni |O Deserto de Sal da Bolívia Buenos Aires: um clichê que você não […]

  • Leave a Reply